Saúde Integral

Saúde Integral

Nas últimas décadas a ciência e a tecnologia evoluíram de forma deslumbrante e significativa. A área da saúde acompanhou lado a lado estes incríveis avanços, beneficiando o ser humano com o desenvolvimento de novos medicamentos, exames e tratamentos.

A aquisição de novos conhecimentos levou a ciência médica a se aprofundar cada vez mais em cada doença e surgiram as especialidades e subespecialidades médicas (ex: oftalmologia, gastroenterologia, ortopedia, pediatria, etc) . A cada ano, milhares de trabalhos publicados apresentam novidades e descobertas que proporcionam muitas melhorias para o tratamento das doenças. Por outro lado, os profissionais da área da saúde acabaram segmentando seus estudos e também as queixas de seus pacientes. Para cada sintoma, um médico diferente. Para cada doença, um remédio diferente. O paciente passou a ser fragmentado, ter muitos médicos e usar muitos remédios. Desta forma, a abordagem integral foi deixada de lado e o conceito real de prevenção e longevidade saudável passou a representar um percentual pequeno dos atendimentos em consultório.

Um exemplo para refletir: campanhas de “prevenção” ao câncer de mama e de próstata são realizadas anualmente no Brasil, certo? Mas o que de fato elas buscam? A prevenção do aparecimento da doença ou simplesmente o diagnóstico precoce? Prevenir significa agir contra algo antes que aconteça. Por exemplo, sabemos que diversas substâncias podem funcionar como disruptores endócrinos no desenvolvimento de neoplasias, como o bisfenol A, pesticidas, agrotóxicos, organoclorados, radiações e alguns metais pesados. E quantas vezes você ouviu durante as campanhas que deveria evitar a exposição a estas substâncias? Alguém já te disse onde elas são encontradas e como você faz para não expor a si mesmo e sua família?

Quando nós da LEBEN KLINIK falamos em saúde, pensamos na forma mais profunda e integral a que esta palavra se refere. Saúde não é somente a ausência de uma doença. Saúde envolve corpo, mente e espírito. Envolve o bom funcionamento de todo o organismo e o caminhar para que ele continue assim.

Hábitos de vida como alimentação, sono, estresse, atividade física, uso de crônico de medicamentos e rotina podem estar correlacionados com sinais e sintomas do paciente que se considera “super saudável”. Saiba: dores crônicas, dificuldade de concentração, refluxo, má digestão, constipação ou diarreia, infecções de repetição, distúrbios de humor, dificuldade para engravidar e muito mais podem estar relacionados com hábitos de vida inadequados. E você merece aprender a compreender os sinais do seu corpo e saber o que fazer para melhorar.

A medicina integrativa e a odontologia biológica buscam enxergar o organismo como algo único e identificar as conexões entre os sintomas apresentados pelos pacientes com a existência de hábitos de vida inadequados, intoxicações ambientais, saúde emocional e focos dentários. Venha conhecer o nosso trabalho e entenda como você pode fazer muito mais pela sua saúde.