Nutrição Materno Infantil

Nutrição Materno Infantil


Você sabia que uma gestação pode definir a saúde das próximas 3 gerações? Por isso dizemos que você é o que come, o que sua mãe comeu durante a gravidez e o que sua vó comeu durante a gravidez.

A condição de saúde da mulher antes e durante a gestação e lactação são fundamentais para o feto e a para a criança.

Hoje já existe a teoria dos primeiros 1000 dias:

  • 270 dias = gravidez
  • 365 dias = 0 a 12 meses
  • 365 dias = 1 a 2 anos
Nutrição Materno Infantil

Período em que a mulher e o bebê devem receber uma atenção diferenciada, pois nessa fase é que fazemos a programação metabólica desse bebê, quando a alimentação pode fazer alterações epigenéticas (mudanças na estrutura do DNA) e quando podemos definir os riscos do bebê desenvolver algumas doenças quando adultos.

Porém na nutrição funcional é importante que a mulher se prepare antes de começar a tentar engravidar, o que chamamos de programação metabólica, fase em que ela pode preparar o corpo, através da alimentação, para gerar um bebê saudável e ter uma gestação com baixo risco.

A nutrição materno infantil compreende diferentes momentos da vida de uma mulher: na tentativa de engravidar, a própria gestação, alimentação da mãe durante a lactação e a alimentação do bebê.

A nutricionista durante essa fase irá orientar quanto aos melhores alimentos para fertilidade, tanto para o homem, quanto para a mulher, suplementar de forma individualizada, prescrever um plano alimentar de acordo com cada fase da gestação, auxiliar no controle de peso e ser uma parceira durante toda a gestação. Além disso, o paladar e a microbiota do bebê estão sendo formados intra-útero, portanto quanto mais atenção para os alimentos ingeridos, melhor!

Quando o bebê nasce o cuidado multiplica, pois agora o olhar tem que ser para a mãe e para o bebê, nessa fase a nutricionista irá orientar quanto a dieta durante a amamentação, alimentos que evitem ou minimizem as cólicas, auxiliar no retorno ao peso pré gestacional e mais uma vez suplementar de forma individualizada.

Cerca de 6 meses após o parto chegou a hora tão esperada por muitas mães: a introdução alimentar! Momento em que é imprescindível o acompanhamento com uma nutricionista. Nessa fase será definido qual método a família irá usar, como será a rotina alimentar orientar quanto aos melhores alimentos para cada idade, avaliar o ganho de peso e crescimento e auxiliar em fases mais críticas como restrições alimentares, possíveis alergias alimentares e seletividade alimentar.

Essa é a maravilhosa nutrição materno infantil!

Pensar na nutrição apenas como controle do ganho de peso durante a gestação é muito errado, com a alimentação podemos ir muito longe!